15 de dez de 2010

Serra e Globo podem pagar caro pela bolinha de papel

Por Conversa Afiada



Na foto, a cena do crime !


O amigo navegante Marcelo Zelic, vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais-SP e membro da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, enviou e-mail com informações sobre o caso da bolinha de papel na cabeça de Cerra durante a campanha presidencial deste ano.

Segundo Zelic, uma ação ao lado do Deputado Estadual Adriano Diogo solicita apuração dos fatos e a responsabilização deste caso, que pode ser considerado crime eleitoral.

A perícia independente da Rede Globo foi desmentida na internet, inclusive aqui no Conversa Afiada.

Clique aqui para ler “Professor desmoraliza fita adesiva do jn”.

E aqui para conferir o vídeo: “Outro vídeo desmoraliza a #globomente. É o que não falta”.

Confira trechos da carta de Marcelo Zelic:



A questão será decidida pelo Sr. Roberto Gurgel dando continuidade ao despacho do Procurador Regional Eleitoral Pedro Barbosa Pereira Neto do TRE-SP, apurando as mentiras apresentadas no caso “bolinhagate”.




É fundamental para que nas próximas eleições práticas subterrâneas como as que vivemos nas eleições 2010 sejam coibidas e o povo brasileiro possa escolher seus representantes sem a manipulação reincidente de uma emissora de tv e falsos debates em cima de fatos criados para atingir os adversários, distantes dos temas relevantes para uma boa decisão.




Se o Procurador Geral da República Sr. Roberto Gurgel decidir por se omitir e arquivar a apuração da farsa do bolinhagate; o estímulo à calúnia, à mentira visando ganho eleitoral e político, o jogo rasteiro do vale-tudo e a manipulãção estarão contemplados e liberados para a eleição de 2012.




Veja, também, os documentos em questão:






















Confira o despacho do TRE-SP:












Nenhum comentário:

Postar um comentário