16 de set de 2010

Candidato milionário do PCC e apoiador de Alckmin é preso em SP

Por Amigos do Presidente Lula


O tucano Fernando Henrique Cardoso disse em entrevista que o Presidente Lula é 'chefe de facção'. No entanto, fotos no site de um líder da facção criminosa, o PCC, com o título, lideranças e parcerias, mostra o candidato ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) de braços dados com o bandido

A biografia do candidato a deputado federal em São Paulo que apóia o tucano...

Adulteração de combustível, enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e formação de quadrilha. Essas são as acusações feitas pela Polícia Civil contra o candidato do Partido Social Cristão (PSC) a deputado federal, Claudinei Alves dos Santos, de 29 anos, o Ney Santos, que apoia Alckim e o PSDB.

No estado de São Paulo, o partido do bandido, PSC, apóia o PSDB e os tucanos, Geraldo Alckmin governador e José Serra candidato á presidência.


Na foto, publicada na página do líder do PCC, Nei Santos aparece abraçado com o cadidato ao governo paulista, Geraldo Alckmin.

Nei também é investigado por envolvimento com o tráfico de drogas e com o Primeiro Comando da Capital (PCC). Porém, tem como escolta um policial civil.Comandada pelo PSDB paulista

Preso sob a acusação de roubo em 2003, Ney Santos saiu da prisão em 2006 e, nos últimos quatro anos, acumulou, segundo a polícia, um patrimônio de R$ 50 milhões. Ele passou a ser investigado há 90 dias justamente por causa do rápido enriquecimento.

Nessa semana, a Justiça bloqueou os bens, mas negou o pedido de prisão temporária de cinco dias de Ney Santos, formalizado pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra, na Grande São Paulo.



Na lista de bens bloqueados estão uma Ferrari (foto) avaliada em R$ 1,4 milhão, duas casas em Alphaville, cada uma no valor de R$ 2 milhões, 15 postos de combustíveis, escritórios, apartamentos, casas e outros carros de luxo.Informações extras oficiais, dizem que o dinheiro do PCC irrigava campanha política do candidato

Nesta quarta-feira, a Polícia Civil cumpriu 13 mandados de busca nos imóveis e empresas do candidato e apreendeu veículos, computadores e documentos contábeis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário